sábado, 30 de abril de 2011

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Dr. BISSAYA BARRETO

O HOMEM POR QUEM O COMBOIO ESPERAVA

O texto a seguir é uma cópia extraída da página 5 de O CASTANHEIRENSE de 31 Dezembro 2010.


Reportagens como esta não posso deixar de dar publicidade, por tratar-se de uma grande personalidade de CASTANHEIRA DE PERA/Portugal, região de onde sou natural.

O autor da reportagem é :
Tó-Zé Silva - Licenciado e Mestrando em História

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Fernando Baeta Bissaya Barreto Rosa nasceu em Castanheira de
Pêra a 29 de Outubro de 1886, e faleceu em Lisboa, no “Hotel
Metrópole”, a 16 de Setembro de 1974. Era filho de um farmacêutico,
que exerceu as funções de Presidente da Câmara Municipal
de Pedrogão Grande. Foi o pai que o iniciou nas primeiras
letras, bem como na apetência para as questões políticas. Até aos
13 anos cresceu no seio de uma família burguesa, típica de um
país católico, altura em que vai para Coimbra na companhia de
uma criada, a fim de frequentar o Colégio de S.
Pedro, que frequenta até ao 5º ano, transitando
depois para o Liceu José Falcão, onde, aos 16
anos, termina o 7º Ano com a classificação de
“Muito Bom”. Após a conclusão dos estudos
liceais ingressa na Universidade de Coimbra, onde
se matricula em três cursos em simultâneo: Filosofia,
Matemática e Medicina. Em Filosofia, para se
satisfazer a si próprio; em Matemática porque
estava persuadido de que era a engenharia a carreira
vocacionada; e em Medicina para satisfazer
as tradições e o desejo da família. Em Coimbra foi
sempre um estudante exemplar, onde formou
uma personalidade de intelecto diversificado,
monopolizando os prémios académicos nos cursos
que frequentava, a par com a intervenção
ideológica e política. Em 1904 milita no campo
Republicano, influenciado tanto pelo grupo
«Juventude de Livre Pensamento», como pela
Maçonaria, através do prolongamento desta, a
«Carbonária». Entre 1906 e 1909 está entre os
que fundam, respectivamente, o «Centro Republicano Académico
» e a «Loja – A Revolta», que percutirá a criação do «Comité
Revolucionário da Carbonária de Coimbra», em vésperas do 5
de Outubro de 1910. Em 1907, recusa prestar provas em protesto
contra as medidas de João Franco e como interveniente na
Greve Académica, mas recupera no ano seguinte as disciplinas
referentes a dois anos lectivos, nos três cursos que frequentava,
e sem diminuir as altas classificações de sempre. Aliás, em 20 de
Novembro de 1908 seria laureado pelas Faculdades de Matemática,
Filosofia e Medicina, na Sala Grande dos Actos. Porém,
perante o monarca D. Manuel II recusa-se a receber os prémios,
declarando «Não conheço o Rei». Em 1911 licencia-se em Medicina
na Universidade de Coimbra, com a classificação de 19 valores
e assume o lugar de assistente de cirurgia geral. Já anos antes
finalizara os outros dois cursos (Matemática e Filosofia). Faz o
doutoramento em Medicina em 30 de Julho de 1915; em 1916
é nomeado Professor Extraordinário da Faculdade de Medicina
de Coimbra; em 1918 é Professor Ordinário da mesma Faculdade;
em 29 de Outubro de 1956 é jubilado como Professor Catedrático
da Universidade de Coimbra. Em 1927, o governo militar
saído da Revolução de 28 de Maio de 1926 nomeara-o Presidente
da Junta Distrital de Coimbra, cargo que exerceu até 1974.
Este cargo colocou-o em contacto com a problemática da assistência
pública e inspirá-lo-á a forjar um grande projecto de obra
social, multidireccionada, como reflexão das preocupações republicanas
em relação à educação nacional e à assistência pública, e
que terá oportunidade de concretizar durante a vigência do Estado
Novo. De realçar que Bissaya Barreto cultivou ao longo da
sua vida uma longa e estreita amizade com outro Professor de
Coimbra, António de Oliveira Salazar, amizade tecida desde os
primeiros tempos universitários.
Entre 1930 e finais da década de 60, Bissaya Barreto pertenceu a
uma vasta lista de Comissões e de Direcções, encarregadas de
obras relacionadas com as questões socais, que incluíam a construção
de hospitais (com atendimento gratuito), infantários e inúmeras
campanhas de saúde, norteado por dar prioridade à resolução
dos problemas sociais e assistenciais do país. Politicamente
e sob a égide do Estado Novo, fez parte da Comissão Central da
União Nacional e foi Procurador à Câmara Corporativa. Todavia,
sozinho ou com o apoio institucional e da cúpula do poder consegue,
em Coimbra (e na Região Centro) levar à prática a legislação
e a filosofia do novo Regime, alinhando com os ideólogos
do Estado Novo mas sem se submeter totalmente aos seus princípios,
procurando, antes de tudo, praticar os seus fundamentos
ideológico-sociais.
Quem o conheceu refere-se a ele como um homem de olhar
sereno, voz pausada e gestos suaves. Um homem que encontrava
o seu próprio equilíbrio no excesso e no ritmo “frenético” de
trabalho que necessitava de manter, como condição necessária
para combinar as suas muitas faculdades. Bissaya Barreto era ao
mesmo tempo Professor, Cirurgião, Clínico, Planificador e Construtor.
O seu dia começava às 7.30h, quando saía de casa. Antes disso,
já tinha reunido com os mestres das (muitas) obras que trazia em
construção. Das 8.00h às 10.00h dava aulas de Técnica Cirúrgica
na Universidade, começando depois a operar até às 13.00h, hora
a que começava a ver os doentes que teria de operar no dia
seguinte. Em seguida ia para o consultório, entre as 14.00h e as
15.00h, para receber clientes. Não almoçava, comia torradas e
uma chávena de chá entre duas visitas, continuando a atender
doentes no consultório até às 21.00h. Saía a essa hora e voltava
ao hospital para ver os doentes operados de manhã. Recolhia a
casa por volta das 22.00h, onde jantava (aqui sim, a sua grande
refeição do dia), após o que dedicava tempo para as suas investigações,
a administração das obras e a correspondência (montes
de cartas que se acumulavam nas mesas, nas cadeiras, nas estantes,
tanto em casa, como no consultório e no gabinete do hospital).
E tempo para dormir? “Sabe, tenho um sono magnífico, totalmente
reparador de 4 horas por noite”. Quando era
chamado de noite de urgência, às vezes para percorrer
distâncias com algumas centenas de quilómetros,
dormia normalmente na viagem dentro do
carro, entre solavancos e ruídos de fundo. Durante
o dia e no caso de se sentir cansado, possuía um
pequeno compartimento, contíguo ao seu consultório,
onde se recolhia durante alguns instantes. Instalava-
se numa vasta poltrona onde, passados
alguns segundos (na verdadeira acepção da palavra),
começava a dormir instantânea e profundamente
durante 5 ou 6 minutos. Passado esse
tempo reaparecia no consultório, risonho e fresco,
totalmente refeito, como se tivesse dormido 2
horas. Possuía uma saúde e uma robustez invejável,
ombros largos e firmeza no andar, apesar da frugalidade
da sua vida quotidiana. Possuía também uma
invulgar e extraordinária memória, que exercia com
genial agilidade. Para além da sua energia física,
parecia também animado por uma prodigiosa energia
moral. Conta Pierre Goemaere, escritor Belga,
que o conheceu muito de perto, e que editou um livro em 1942
dedicado a Bissaya Barreto (integrado na colecção os «Grandes
Contemporâneos»), que nunca o viu fumar, nem beber, mesmo
às refeições, senão chá.
Deslocava-se a Lisboa quase todos os fins de semana para almoçar
com Salazar (ficando hospedado no Hotel Metrópole) apanhando
o «rápido» (comboio) em Coimbra. Quando Bissaya
Barreto se atrasava a chegar à estação, o comboio esperava por
ele, e não seguia para Lisboa, sem que o distinto Médico estivesse
a bordo.
É certo que era amigo pessoal dos governantes do Estado Novo
e, em especial, de Salazar, e que isso lhe facilitava o aval de quem
tinha o poder decisório na capital, desbloqueando verbas financeiras
consideradas bem nutridas para a época e que foram canalizadas
para Coimbra e para a Região Centro. Mas temos de
reconhecer, que a totalidade desses recursos foi exclusivamente
utilizada para o bem público.
Bissaya Barreto foi sobretudo um homem de grande dimensão
ética e humana, pautado entre o cidadão politico fruto da sua
época mas, acima de tudo, pelas concepções sociológicas e
pedagógicas que sempre defendeu e com as quais construiu a
base da sua biografia. A sua obra reflecte, sobretudo, os traços
pessoais de um homem preocupado com os elos mais fracos da
sociedade.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Eis, numa breve resenha, aquilo que constitui o legado da sua Obra Social:


24 «Casas da Criança»; 4 Maternidades; o «Portugal dos Pequenitos»; 3 Colónias de Férias; 2 Bairros Sociais; 1 Preventório (Penacova); 2 Hospitais psiquiátricos; 1 colónia agrícola psiquiátrica; 1 Leprosaria; 1 Creche/Preventório para


filhos de leprosos; 1 Centro de Reabilitação para ex-leprosos; 3 Sanatórios; 1 Instituto Materno-Infantil; 1 Casa-Mãe (Figueira da Foz); 1 Centro Hospitalar (de Coimbra); 1 Hospital Geral Central; 1 Hospital Pediátrico; 9 Dispensários


(Central de Coimbra, Arganil, Cantanhede, Lousã, Montemor-o-Velho, Penacova, Góis, Penela e Poiares); Obras de Higiene e Profilaxia Social (com dois Dispensários de Profilaxia de Doenças Venéreas de Coimbra); Brigadas Móveis;


Postos Rurais; 1 Instituto de Surdos (Centro de Recuperação em Bencanta); 1 Instituto de Cegos (Centro do Loreto); 1 Centro de Neurocirurgia; Escola de Enfermagem Bissaya Barreto; Escola Normal Social; Escola de Enfermeiras


Puericultoras; Escola Profissional de Agricultura, Artes e ofícios (Semide); Aeródromo de Coimbra (Cernache-Coimbra); Estaleiros Navais (Figueira da Foz); o Bairro Económico do Loreto; 1 Fundação com o seu nome.


[Fontes: AAVV, “Conhecer Bissaya Barreto”, in Revista do Jornal Campeão das Províncias, 08 de Maio de 2008; Barreto, Kalidás, Monografia da Castanheira de Pêra, CMCP, 2004; Castilho, Jorge, “Professor Bissaya Barreto: Um grande


Homem, um Homem do Futuro”, in suplemento do Jornal Centro, Novembro de 2008; Goemaere, Pierre, Os Grandes Contemporâneos – Bissaya Barreto, Edição «Casa das Beiras», 1942; Silva, TóZé, O Portugal dos Pequenitos


ou a Representação do País no Estado Novo: Um olhar actual sobre um património dos anos 40, 2009 (trabalho de investigação de mestrado); Jornal «O Norte do Distrito», nº 96, Dezembro de 1956 (in Site da Biblioteca Municipal


– «Imprensa Nacional»); Site da Biblioteca Municipal – «Figueiró em Imagens».]

quinta-feira, 28 de abril de 2011

SÓ PARA VELHOS AMIGOS , , ,

Uma velha senhora foi para um safari na África e levou seu velho vira-lata com ela.


Um dia, caçando borboletas, o velho cão, de repente, deu-se conta de que estava perdido.


Vagando a esmo, procurando o caminho de volta, o velho cão percebe que um jovem leopardo o viu e caminha em sua direção, com intenção de conseguir um bom almoço ..


O cachorro velho pensa:


-Oh, oh! Estou mesmo enrascado ! Olhou à volta e viu ossos espalhados no chão por perto. Em vez de apavorar-se mais ainda, o velho cão ajeita-se junto ao osso mais próximo, e começa a roê-lo, dando as costas ao predador ...


Quando o leopardo estava a ponto de dar o bote, o velho cachorro exclama bem alto: -Cara, este leopardo estava delicioso ! Será que há outros por aí ?


Ouvindo isso, o jovem leopardo, com um arrepio de terror, suspende seu ataque, já quase começado, e se esgueira na direção das árvores.


-Caramba! pensa o leopardo, essa foi por pouco ! O velho vira-lata quase me pega!


Um macaco, numa árvore ali perto, viu toda a cena e logo imaginou como fazer bom uso do que vira: em troca de proteção para si, informaria ao predador que o vira-lata não havia comido leopardo algum.. .


E assim foi, rápido, em direção ao leopardo. Mas o velho cachorro o vê correndo na direção do predador em grande velocidade, e pensa :


-Aí tem coisa!


O macaco logo alcança o felino, cochicha-lhe o que interessa e faz um acordo com o leopardo.O jovem leopardo fica furioso por ter sido feito de bobo, e diz: -'Aí, macaco! Suba nas minhas costas para você ver o que acontece com aquele cachorro abusado!'


Agora, o velho cachorro vê um leopardo furioso, vindo em sua direção, com um macaco nas costas, e pensa:

-E agora, o que é que eu posso fazer ?


Mas, em vez de correr (sabe que suas pernas doloridas não o levariam longe...) o cachorro senta, mais uma vez dando costas aos agressores, e fazendo de conta que ainda não os viu, e quando estavam perto o bastante para ouvi-lo, o velho cão diz :


-'Cadê o filha da puta daquele macaco? Tô morrendo de fome!
Ele disse que ia trazer outro leopardo para mim e não chega nunca! '


Moral da história: não mexa com cachorro velho... idade e habilidade se sobrepõem à juventude e intriga.
Sabedoria só vem com idade e experiência.


Se você não mandar essa fábula a 5 'velhos' amigos já, já, haverá menos 5 pessoas rindo no mundo.


É claro que eu não estou, de modo algum, insinuando que você esteja velho. Apenas um tantinho assim mais experiente. Ou você não percebeu o tamanho da letra???

quarta-feira, 27 de abril de 2011

FOLCLORE

Este é o Rancho Folclorico NEVEIROS DO CONTRAL, fazendo uma exibição na feira do artesano no  Estoril/Portugal, em 27/7/2009.

Coentral é uma vila situada ao norte do concelho de CASTANHEIRA DE PERA - Portugal, região onde eu nasci e passei a minha infancia até à vinda para o Brasil, em 1953, onde me oncontro até hoje.

Veja o vídeo, clicando site a seguir.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=siPgWXpK2nM

terça-feira, 26 de abril de 2011

segunda-feira, 25 de abril de 2011

PIADA DO MOMENTO

Quando Deus fez o mundo, para que os homens prosperassem, decidiu dar-lhes apenas duas virtudes.
Assim, mandou ao seu anjo-secretário que anotasse quais seriam os dons:
- Aos Suíços, os fez estudiosos e respeitadores da lei.
- Aos Ingleses, organizados e pontuais.
- Aos Argentinos, chatos e arrogantes.
- Aos Japoneses, trabalhadores e disciplinados.
- Aos Italianos, alegres e românticos.
- Aos Franceses, cultos e finos.
- Aos Portugueses, inteligentes, honestos e socialistas.
O anjo anotou, mas logo em seguida, cheio de humildade e de medo, indagou:
- Senhor, a todos os povos do mundo foram dadas duas virtudes, porém, aos portugueses foram dadas três! Isto não os fará soberbos em relação aos outros povos da terra?
- Muito bem observado, bom anjo! - exclamou o Senhor.
- Isto é verdade! Façamos então uma correção! De agora em diante, os portugueses, povo do meu coração, manterão esses três dons, mas nenhum deles poderá utilizar mais de dois simultaneamente, para ficarem iguais aos outros povos!


Assim, o que for socialista e honesto, não pode ser inteligente.
O que for socialista e inteligente, não pode ser honesto.
E o que for inteligente e honesto, não pode ser socialista !!!


Palavras do Senhor!!!...

domingo, 24 de abril de 2011

INTERESSE PUBLICO

AJUDEM A DIVULGAR. A COISA REALMENTE FUNCIONA.


CLÍNICA POPULAR - (Colégio Sto Inácio - Botafogo-RJ)


- A clínica noticiada é obra dos ex-alunos do colégio Santo Inácio, dos jesuítas. De formação católica e humanística, esses profissionais dedicam (cada um) um tempo na semana para saírem de seus consultórios particulares e atenderem aos mais carentes. O valor cobrado nos exames destina-se às despesas com aluguel, empregados e materiais. Até o aparelho de ressonância foi comprado pelos médicos em rateio.

EXAMES MAIS BARATOS PARA QUEM NÃO TEM PLANO DE SAÚDE


Foi criada uma clínica de exames de diagnósticos por imagem, para atender a população de baixa renda.
A Kodak, GE, e empresas da área de saúde patrocinaram este lindo projeto!
É a realização de um sonho do radiologista Romeu Cortes Domingues, diretor médico de duas clínicas de radiologia, que buscou parceiros para a iniciativa.
Para se ter uma idéia, os exames, que custam, na rede privada, cerca de R$ 850,00, são oferecidos por R$ 120,00 .

Repassem para todos que necessitam de ressonância magnética, ultra-som e mamografia e não podem pagar.


Rua São Clemente, 216 - Botafogo - RJ




Confiram o site deles: www.imagemsolidaria.com.br


DIVULGUEM!
ISSO É MUITO IMPORTANTE!
A VIDA DE ALGUÉM PODE ESTAR DEPENDENDO DISTO !

sexta-feira, 22 de abril de 2011

DESCOBRIMENTO DO BRASIL

Hoje está sendo comemorado o 511º aniversário da descoberta do Brasil pelos Portugueses.
-------------------
O termo descoberta do Brasil se refere à chegada, em 22 de abril de 1500, da frota comandada por Pedro Alvares Cabral ao território onde hoje se encontra o Brasil. A palavra "descoberta" é usada nesse caso em uma perspectiva eurocêntrica, referindo-se estritamente à chegada de europeus às terras do atual Brasil, que já eram habitadas por vários povos indígenas.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

TECNICA ANTIMOFO DO SABÃO EM PÓ

Aqui onde moramos---zero graus de latitude, beira mar e estuário de um rio caudaloso na floresta equatorial da bacia do Congo---mofo é um problema sério. Com ligeiro descuido, roupas, móveis, livros etc. mofam rapidamente.


Todos sabem que ar condicionado é o melhor meio contra isso. Porém, não é possível utilizá-lo para esse fim caso não estejamos no imóvel, por exemplo, em férias, sítios, casas de praia. Daí o problema de como combater o mofo quando o imóvel tem de ficar fechado por algum tempo. Em outros lugares como Belo Horizonte é raro casas e apartamentos terem ar condicionado.


Já tentei várias dicas caseiras contra essa praga. Meses atrás, porém, encontrei na internet uma técnica contra mofo que foi descoberta mais ou menos por caso. O interessante dessa técnica é que, além de eficaz, seu custo é praticamente zero.


Trata-se de esquecer dentro dos armários caixas de sabão em pó feitas de papelão. O sabão em pó absorve a umidade na superfície da caixa secando o ar dentro do armário, o que inibe o mofo. Semanas depois, a caixa de sabão em pó, apesar de jamais ter sido aberta, fica tão molhada que (suponho) passa a absorver menos mofo. Então, basta substituí-la por outra nova e colocar a molhada na área de serviços para ser utilizada agora na lavagem do dia a dia. Ora, na máquina de lavar roupas o sabão em pó tem de ser molhado mesmo! De certa maneira, portanto, essa técnica tem custo zero.


Observem as fotografias abaixo. A caixa da esquerda ficou no interior de um armário de roupas que permaneceu fechado por um mês. A caixa da direita é nova. Em ambas fotos, é possível notar a umidade absorvida pela caixa da esquerda.


Na foto frontal, repare a área branca ao lado de "Neo" separada por uma linha diagonal de uma área menos branca, úmida.



Na foto frontal, repare a área branca ao lado de "Neo" separada por uma linha diagonal de uma área menos branca, úmida.

 
Na foto lateral, reparem como a caixa da esquerda ficou mais espessa.


Como disse, essa dica encontrei na internet. Porém, tenho uma pequena contribuição. O que fazer com o mofo estantes de livros abertas? A ideia é tratar o quarto onde se encontra sua biblioteca como se fosse um armário fechado. Coloquei no centro do quarto uma caixa de papelão aberta onde despejei 2.5kg de sabão em pó e depois fechei a porta do quarto. Um mês depois, ao retornar, a caixa estava molhada e a quantidade de mofo que surgiu nas estantes foi muito menor do que esperado.


Espero que seja útil.

terça-feira, 19 de abril de 2011

COLETA DE LIXO

O sistema acaba com a sujeira nas ruas, com as latas de lixo e com a coleta - um método que geralmente custa caro e polui o meio ambiente. Ao menos 160 caminhões de lixo deixaram de circular. (Jornal Nacional, 08/05/2010)



Veja o vídeo clicando no endereço a seguir

http://www.youtube.com/watch?v=rBJ3QrI4V60&feature=player_embedded 

segunda-feira, 18 de abril de 2011

ESTÁ RECLAMANDO DE QUÊ?



"Tá" Reclamando do Lula? - da Dilma? - do Arrruda? - do Sarney? - do Collor? - do Renan? - do Palocci? - do Delubio? - da Roseana Sarney? - dos politicos distritais de Brasilia? - do Jucá? - Kassab? - dos mais 300 picaretas do Congresso?



~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

O Brasileiro é assim:


1. - Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas;


2. - Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas;


3. - Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração;


4. - Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura;


5. - Fala no celular enquanto dirige;


6. -Trafega pela direita nos acostamentos;


7. - Para em filas duplas, triplas e até em frente às escolas;


8. - Viola a lei do silêncio;


9. - Dirige após consumir bebida alcoólica;


10. - Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas
desculpas;


11. - Espalha mesas e/ ou churrasqueira nas calçadas;


12. - Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao trabalho;


13. - Faz "gato" de luz, de água e de tv a cabo;


14. - Registra imóveis no cartório com valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos;


15. - Compra recibo para abater na declaração do imposto de
renda, para pagar menos imposto;


16. - Muda a cor da pele para ingressar na universidade através
do sistema de cotas;


17. - Quando viaja a serviço da empresa, se o almoço custou 10, pede nota fiscal de 20;


18. - Comercializa objetos doados nas campanhas de catástrofes;


19. - Estaciona em vagas exclusivas para deficientes;


20. - Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se
fosse pouco rodado;


21. - Compra produtos pirata com a plena consciência de que são piratas;


22. - Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca;


23. - Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da
roleta do ônibus, sem pagar passagem;


24. - Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA;


25. - Frequenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho;


26. - Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como
clipes, envelopes, canetas, lápis, etc.... como se isso não fosse roubo;


27. - Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que
recebe das empresas onde trabalha;


28. - Falsifica tudo, tudo mesmo... só não falsifica o que
ainda não foi inventado;


29. - Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o
fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem;


30. - Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes não devolve.


E quer que os políticos sejam honestos... e escandaliza-se com a farra das passagens aéreas...


Ora seu... Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não?


Essa é a mais pura verdade, que é pior!


Então sugiro adotarmos uma mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário!


Vamos dar o bom exemplo!


Espalhe essa idéia!


"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores (educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso planeta, através dos nossos exemplos..."
 
- - - - - - - - - - - - -


Este é um dos e-mails mais verdadeiros que recebi!
A mudança deve começar dentro de nós, nossas casas, nossos valores, nossas atitudes!

domingo, 17 de abril de 2011

C U R I O S I D A D E

Estou publicando este vídeo somente a titulo de curiosidade.
Não conheço o seu autor e nem estou ajudando na sua reclamação.
Estou apenas trazendo ao conhecimento das pessoas que visitam este BLOG, de um vídeo que está circulando pela Internet.
_______________________________________________


video

sábado, 16 de abril de 2011

sexta-feira, 15 de abril de 2011

PORQUE O JUIZ TEM QUE OUVIR AS DUAS PARTES

Seu Zé, mineirinho, pensou bem e decidiu que os ferimentos que sofreu num acidente de trânsito eram sérios o suficiente para levar o dono do outro carro ao tribunal.


No tribunal, o advogado do réu começou a inquirir seu Zé:


- O Senhor não disse na hora do acidente 'Estou ótimo'?


E seu Zé responde:


- Bão, vô ti contá o que aconteceu. Eu tinha acabado di colocá minha mula favorita na caminhonete...


- Eu não pedi detalhes! - interrompeu o advogado.


- Só responda à pergunta: O Senhor não disse na cena do acidente: 'Estou ótimo'?


- Bão, eu coloquei a mula na caminhonete e tava descendo a rodovia...


O advogado interrompe novamente e diz:


- Meritíssimo, estou tentando estabelecer os fatos aqui. Na cena do acidente este homem disse ao patrulheiro rodoviário que estava bem. Agora, várias semanas após o acidente ele está tentando processar meu cliente, e isso é uma fraude. Por favor, poderia dizer a ele que simplesmente responda à pergunta.


Mas, a essa altura, o Juiz estava muito interessado na resposta de seu Zé e disse ao advogado:


- Eu gostaria de ouvir o que ele tem a dizer.


Seu Zé agradeceu ao Juiz e prosseguiu:


- Como eu tava dizendo, coloquei a mula na caminhonete e tava descendo a Rodovia quando uma picape travessô o sinal vermeio e bateu na minha Caminhonete bem du lado. Eu fui lançado fora do carro prum lado da rodovia e a mula foi lançada pro outro lado. Eu tava muito ferido e não podia me movê. Mais eu podia ouvir a mula zurrano e grunhino e, pelo baruio, percebi que o estado dela era muito feio. Em seguida o patrulheiro rodoviário chegou. Ele ouviu a mula gritano e zurrano e foi até onde ela tava. Depois de dá uma oiada nela, ele pegou o revorve e atirou 3 vezes bem no meio dos ôio dela. Depois ele travessô a estrada com a arma na mão, oiô para mim e disse:

- Sua mula estava muito mal e eu tive que atirar nela. E, como o senhor está se sentindo?


- Aí eu pensei bem e falei: ... Tô ótimo!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

LAR DE IDOSOS DE CASTANHEIRA DE PERA - Portugal

Obrigado amigo Felipe Lopo pela mensagem abaixo, a qual é com muita satisfação que coloco aqui em meu BLOG, por tratar-se de um acontecimento de nossa Castanheira de Pera.
___________________________________________

De: Filipe Lopo
Data: 12/4/2011 19:23:00
Para: s-tomaz@compuland.com.br
Assunto: [EXPRESSO DE CASTANHEIRA] “TRAQUINICES”, ALEGRIA E FELICIDADE NO LAR DE S. JO...


TRAQUINICES”, ALEGRIA E FELICIDADE NO LAR DE S.
JOSÉ EM CASTANHEIRA DE PERA




No âmbito do Ano Internacional das Florestas, o Lar de Idosos de S. José (Stª Casa da Misericórdia) foi palco de uma actividade levada a efeito pela Câmara Municipal de Castanheira de Pera.
Durante toda a tarde do dia 09 de Abril, os utentes do Lar participaram nas actividades realizadas pelo Grupo que veio de Pombal “As Traquinas”.
Pintura com as mãos, Terapia de Sensações, Maquilhagem, Jogos de Memória, Jogos com Provérbios e Ditos Populares, Karaoke, entre outros.




Com inicio cerca das 14H00 e terminando já depois das 18H00, as Jovens do Grupo “As Traquinas”, Ângela Gaspar, Ana Lopo, Cátia Bispo e Elsa Mendes; foram o motor de uma tarde divertida e bem passada entre todos os que participaram, dividindo-se entre si em dois grupos para poderem abranger todos.


A sua primeira ‘actividade’ assim que chegaram foi a de visitar os acamados no Lar de S. José e, ali mesmo, proporcionar um pouco de alegria e novas sensações.


Após um pequeno intervalo em que foi servido um fausto lanche, as actividades continuaram com a entrega de um pequeno vaso de flores pela mão de Gabriela Silva (Engª Florestal do Município de Castanheira de Pera e uma das responsáveis pelas actividades a desenvolver) a todos os presentes terminando-se o dia com o Karaoke.






No final, apesar do cansaço físico que se notava nas “Traquinas” e nas funcionárias todos foram unânimes em realçar a alegria e a felicidade que todos espelhavam no rosto, sendo essa ‘a recompensa mais gratificante que poderíamos obter’, diziam-nos.




No final do dia, a responsável pela Stª Casa da Misericórdia de Castanheira de Pera, Drª Clara; agradecia emocionada a atitude de ‘um grupo de jovens meninas vindas de Pombal, que se juntaram para, gratuitamente, trazer um pouco mais de alegria e de felicidade aos que estão nesta casa’. Salientando ainda o facto de que era de louvar atitudes como estas, ‘pois são raras nos dias que correm’

Deixava ainda o convite para que ‘sempre que desejarem teem aqui uma porta aberta para voltarem de novo’.


filipelopo@sapo.pt


Publicada por Filipe Lopo em EXPRESSO DE CASTANHEIRA a 4/12/2011 11:22:00 PM

quarta-feira, 13 de abril de 2011

CHARADA

Matem essa charada aí...rsrsrs


PARA MEUS AMIGOS MAIS INTELIGENTES


Imagine-se na África,
pendurado numa árvore por uma corda que está presa ao chão,
uma vela queimando a corda e
um leão faminto embaixo, à espera de que a corda se queime para você cair e
ele o devorar.

O que você faria para se salvar?




Pense um pouco, antes de ver a resposta lá em baixo.


*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*

A solução éééééé:

Cantar Parabéns para o Leão...




Nem adianta me xingar, pq eu tb fiquei pensando.......

terça-feira, 12 de abril de 2011

VAMOS RIR!!!!!!!!!!

Uma mulher acompanha o marido ao consultório médico..
Depois de ser atendido, o médico chama a esposa reservadamente e diz:
- Seu marido está com stress profundo. A situação é delicada, e se a senhora não seguir as instruções que vou lhe passar, seu marido certamente vai morrer. São apenas 10 instruções que salvarão sua vida:

1) Toda manhã, prepare para ele um café reforçado;
2) Para o almoço, ofereça refeições nutritivas;
3) Para o jantar, prepare pratos especiais, tipo comida japonesa, italiana e francesa;
4) Mantenha em casa um bom estoque de cerveja gelada;
5) Não o atrapalhe quando ele estiver vendo futebol;
6) Pare de assistir novelas;
7) Não o aborreça com problemas do universo feminino;
8) Deixe-o chegar no horário que desejar;
9) Nunca questione onde estava;
10) Faça amor com ele como e quando ele quiser.

No caminho de casa, o marido pergunta:

- O que foi que o médico disse?
E ela respondeu:
-Ele disse que você vai morrer.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

BORBOLETAS DA VIDA

"Se você quer transformar o mundo, mexa primeiro em seu interior." ( Dalai Lama )



"Faça todo o bem que você puder,
com todos os recursos que você puder,
por todos os meios que você puder,
em todos os lugares que você puder,
em todos os tempos que você puder,
 para todas as pessoas que você puder,
sempre e quando você puder."
( John Wesley )

Clique no link a seguir para ver o vídeo.

http://www.slideboom.com/player/player.swf?id_resource=335233

domingo, 10 de abril de 2011

COMO SER MAIS FELIZ




 Clique >  AQUI    para ver a exibição.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

BAIANOTERAPIA

A mãe do baiano vai viajar pro
exterior e pergunta ao filho:
- Quer que mãinha lhe traga alguma
coisa da viagem, meu dengo?
- Ô, minha mãe... Por favor, me traga
um relógio que diz as horas.
- Ué, meu cheiro... E o seu, não diz não?
- Diz não, mãinha... Eu tenho de olhar
nele pra saber..



O baiano deitadão na varanda:
- Ô mãinha , a gente temos aí pomada
pra queimadura de taturana?
- Purque, meu dengo? Uma taturana encostou em ti, foi???
- Foi não, mas ela tá cada vez mais perto...





Três horas da tarde. Dois baianos
encostados numa árvore à beira da estrada.
Passa um carro a grande velocidade
e deixa voar uma nota de cem reais,


mas o dinheiro vai cair do outro lado da estrada.
Passados cinco minutos, um fala para o outro:
- Rapaz, se o vento muda, a gente ganha o dia...





- Meu rei, veja aí pra mim...
A braguilha da minha calça tá aberta?
- Olhe... Tá não...
- Então vou deixar pra mijar só amanhã...




Quatro baianos assaltam um banco e
param o carro uns quilômetros à frente.
Um deles pergunta ao chefe da quadrilha:
- E aí, meu rei... Vamos contar o dinheiro?
- E pra que esse trabalhão? Vamos
esperar o noticiário da TV...




Dois baianos estirados nas redes estendidas na sala:
Oxente, será que tá chovendo?
- Sei não, meu rei...
- Vai lá fora e dá uma olhada...
- Vai você...
- Vou não, tô cansadão...
- Então, chame nosso cão...
- Oxente, chame você...
- Ô Fernando Afonso!
O cachorro entra na sala, pára e deita
de costas para os dois.
- E então, meu rei, tá chovendo?
- Tá não.. O cão tá sequinho.





Dois baianos que eram primos vão servir o exército.
Chegando lá são entrevistados pelo sargento:
-Qual o seu nome? pergunta ao primeiro.
- É Tonho, meu rei.
- Negativo. De agora em diante você será "Antônio". E o
que você está fazendo aqui?
- Tô dando um tempo.
- Negativo. Você está servindo à Pátria.
- E o que é aquilo? Pergunta apontando
para a Bandeira do Brasil..
- É a bandeira.
- Negativo. De agora em diante ela é a sua Mãe.
Vira-se para o segundo e pergunta:
- Qual o seu nome?
- É Pedro.
- E o que você está fazendo aqui?
- Servindo à Pátria.
- E o que é aquilo (apontando para a bandeira)?
- É minha tia. Mãe do Tonho...

quarta-feira, 6 de abril de 2011

CALENDÁRIO HISTÓRICO

CALENDÁRIO HISTÓRICO
Formidável documento para vossa consulta.
Vão ficar espantados com a documentação nele contida.
----------------
Clicar sobre uma data do calendário, por exemplo o dia do aniversário, e mostram-se acontecimentos de há séculos até
ao dia de hoje.
Uma verdadeira enciclopédia.
Clique no endereço a seguir.

terça-feira, 5 de abril de 2011

CRIATIVIDADE HUMANA !!!!

Até onde irá a criatividade humana?
Por mais que sejam admiradas e exaltadas,
nunca poderemos esquecer que as máquinas
 e seus admiráveis recursos só existem porque

"foram criadas pelo HOMEM"

Para ver o futuro da imagem digital apresentado numa Fachada em Berlim, clique no link a seguir.


http://www.youtube.com/watch_popup?v=XVTga6GmbGw&vq=medium

domingo, 3 de abril de 2011

PETROLEO BRASILEIRO

Bacia pujante

As recentes descobertas de óleo no pré-sal da Bacia de Campos mostram que a região continuará líder na produção de petróleo no País, apesar do crescimento da Bacia de Santos. A Petrobras já entregou à ANP o Plano de Avaliação da Descoberta (PAD) de um dos reservatórios, o de Brava, a 170 quilômetros de Macaé, onde há 51 bilhões de litros de petróleo, volume suficiente para encher 321 milhões de barris.
Dos 22 novos poços na Bacia de Campos, cinco ficam no Norte Fluminense e entrarão em operação em três anos. Lá, inclusive, já há infraestrutura para a produção. Em Santos, é preciso instalar plataformas e montar uma grande infraestrutura de logística, já que as novas reservas estão a 300 km da costa.

CURIOSIDADE !!!!

ASSIM COMEÇOU O POVOAMENTO DA BAHIA...

Sentença de 1587 - Trancoso, Portugal
Arquivo Nacional da Torre do Tombo
SENTENÇA PROFERIDA EM 1587 NO PROCESSO CONTRA O PRIOR DE TRANCOSO
(Autos arquivados na Torre do Tombo, armário 5, maço 7)
"Padre Francisco da Costa, prior de Trancoso, de idade de sessenta e dois anos, será degredado de suas ordens e arrastado pelas ruas públicas nos rabos dos cavalos,
esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou,
sendo acusado de ter dormido com vinte e nove afilhadas e tendo delas noventa e sete filhas e trinta e sete filhos;
de cinco irmãs teve dezoito filhas;
de nove comadres trinta e oito filhos e dezoito filhas;
de sete amas teve vinte e nove filhos e cinco filhas;
de duas escravas teve vinte e um filhos e sete filhas;
dormiu com uma tia, chamada Ana da Cunha, de quem teve três filhas.
Total: duzentos e noventa e nove,
sendo duzentos e catorze do sexo feminino e oitenta e cinco do sexo masculino, tendo concebido em cinquenta e três mulheres".
Não satisfeito tal apetite, o malfadado prior, dormia ainda com um escravo adolescente de nome Joaquim Bento, que o acusou de abusar em seu vaso nefando noites seguidas quando não lá estavam as mulheres.
Acusam-lhe ainda dois ajudantes de missa, infantes menores  que lhe foram obrigados a servir de pecados orais, completos e nefandos, pelos quais se culpam em defeso de seus vasos intocados, apesar da malícia exigente do malfadado prior.
[O inesperado:]
"El-Rei D. João II lhe perdoou a morte e o mandou pôr em liberdade aos dezessete dias do mês de Março de 1587, com o fundamento de ajudar a povoar aquela região da Beira Alta, tão despovoada ao tempo e, em proveito de sua real fazenda, o condena ao degredo em terras de Santa Cruz, para onde segue a viver na vila da Baía de Salvador como colaborador de povoamento português. El-rei ordena ainda guardar no Real Arquivo esta sentença, devassa e mais papéis que formaram o processo".